Nouvelle ♥

Nouvelle

Maravilhoso o show de Nouvelle Vague aqui em BsB, no último dia 08 desse mês.

A última e única vez que eu tinha visto a banda ao vivo foi num show em Recife, ainda em 2007. Mas a impressão que eu tive é que o coletivo de hoje supera bastante o que se apresentou no teatro recifense anos atrás. Talvez porque aquele show tenha sido mais intimista, em lugar fechado, e esse foi preparado para um evento maior.

Mas a sensualidade, os hits e a fofura da banda não mudaram nada. Feliz de poder ver um show como esse em Brasília. A cidade precisa de mais eventos assim =)

Advertisements

Nouvelle Vague em Brasília

nouvelle

 

 

 

 

 

 

 

 

Finalmente vou poder conferir um show de Nouvelle Vague em Brasília. Essa é uma das minhas bandinhas do coração e só tive a oportunidade de assistir ao show uma vez, quando ainda morava em Recife.

O show do coletivo francês será neste domingo (08), na 6ª edição do Celebrar Brasília, no pátio do Museu Nacional de Brasília. Já falei aqui, mas vale repetir: Mais um evento com entrada franca, mais um ponto positivo para a cidade ❤

É a primeira vez que Nouvelle vem à cidade, o que torna o encontro ainda mais imperdível. O grupo ficou conhecido por suas versões em bossa nova de músicas punck e new wave dos anos 80. “Dance with me”, “Teenage Kicks” e “Blue Monday” são algumas das músicas que ganharam versões delicadas nas vozes das vocalistas que passaram pelo coletivo.

Além de Nouvelle, o Festival, que acontece sábado e domingo, também recebe as bandas Ladytron, Teatro Mágico, Orquestra de Música Jamaicana e o show do álbum “Summer Samba”, da cantora americana Stacey Kent e do brasileiro Marcos Valle.

Para ter acesso à área reservada do Festival, basta entrar no site do evento, se cadastrar e descartar algum lixo nos Eco-Pontos credenciados: http://www.celebrarbrasilia.com.br/

À Primeira Vista

Image

Depois de algum tempinho sem ir ao teatro, fui conferir a peça “À primeira Vista”, um dos espetáculos do Festival Cena Contemporânea 2013. Aliás, uma entre tantas coisas legais, baratas ou grátis que a gente vê aqui em Brasília.

A peça, montagem de um texto do canadense Daniel MacIvor, relata os encontros, desencontros e reencontros de duas mulheres ao longo de vários anos. Após se conhecerem, as duas jovens acabam tendo uma noite juntas, momento que se esfumaça no ar, depois que uma delas foge atordoada por nunca ter tido uma experiência homoafetiva. Na verdade, isso é uma novidade para ambas, apesar de nenhuma suspeitar da inexperiência alheia.

A partir daí, a peça se desenrola em DR’s da efêmera relação, diálogos divertidos, músicas, referências ao universo pop e lembranças do passado. A música é um dos pontos fortes da peça, já que as duas moças circulam pelo universo musical alternativo local e até tentam formar uma fracassada banda, a Ukuleladies. Assim, músicas de Nirvana, Cat Power e The Cure são algumas das que embalam a peça.

A história de amizade das duas garotas, que não sabemos os nomes, é contada dentro de um cenário, figurinos e diálogos tão simples e agradáveis que deixam os espectadores bem à vontade para escutar os seus relatos sem que nem lembremos de fazer qualquer julgamento. É como se estivéssemos ouvindo pessoas próximas contando suas peripécias, se divertindo com isso, e nos fazendo rir também.

Enfim, a peça toda é uma fofura e se ela estiver passando na sua cidade, corra porque vale à pena =)